Quem seria o fundador dos Padres do Trabalho era membro da Congregação dos Missionários do Sagrado Coração (MSC), o Pe Teófilo Reyn, que ocupava o “segundo lugar” naquela Congregação.

Os irmãos do MSC desejavam assumir a missão no meio operário. Diante da impossibilidade de sua Congregação se dedicar a este serviço, ele e alguns de seus companheiros pediram e obtiveram dispensa de seus votos e se apresentaram ao Bispo de Liège, para realizar seu sonho de constituir a obra dos Missionários do Operários. Era o ano de 1893.

Em janeiro de 1894, Dom Doutreloux concedeu ao Pe Reyn uma paróquia operária nos subúrbios de Liège. Aceitou também os companheiros de Pe Reyn em seu Seminário.

 

No dia 21 de novembro de 1894, dia da Apresentação de Nossa Senhora, foi oficializada a criação de uma sociedade de padres, Padres do Trabalho, para se dedicarem ao apostolado no meio operário.

Pe Joseph Jean Victor Henrotte, MO

Pe. Théophile Reyn, Fundador e Primeiro Superior Geral dos Missionários dos Operários

Pe. Théophile Reyn, Fundador e Primeiro
Superior Geral dos Missionários
dos Operários