Pe. Lambert Noben, MO

A Paz é fruto da Justiça: Feliz Ano Novo!

Com a vinda da primavera, admiramos sempre de novo o mesmo fenômeno: a natureza que se renova. Grama que parecia morta brota de novo, árvores secas redescobrem nova vida. A natureza não desiste e não se deixa desanimar; planícies que foram queimadas se cobram de verde, terras que estavam inundadas começam a florir de novo. A vida não se deixa matar fácil, sempre de novo ela tenta readquirir seus direitos. Ela tem dentro de se uma criatividade, uma energia secreta, que procura sempre vencer a morte, a destruição, o aniquilamento. Não sabemos bem definir o que é a vida, mas sempre de novo ela nos surpreende com sua vontade incansável de vencer a morte: a “não-vida”.

Isso deveria nos fazer pensar um pouco: só nós, seres ditos racionais, temos a vontade de matar, de exterminar a vida dos outros, de prejudicar e diminuir ou até acabar com a nossa própria vida. Nós, que temos tantos meios para aumentar, melhorar, conservar a vida, e até conduzí-la a patamares superiores de vida afetiva, espiritual, emocional… muitas vezes não valorizamos a vida que temos e não buscamos a vida que poderíamos ter. Matamos com a maior facilidade, e destruímos nossa saúde e nossa vida familiar como se fossem banalidades.

Um novo ano nos foi dado, não para que continuemos como sempre foi, não para que seja apenas um recomeçar, mas sim para que seja uma nova oportunidade para darmos um passo qualitativo em nossa vida pessoal, familiar e comunitária.  Deus é a Vida e nos dá a oportunidade para não repetir os mesmos erros, para não continuar a mesma rotina, para melhorar aquilo que já é bom e evitar aquilo que não presta. Assim como uma árvore cada ano cresce mais um pouco e tem como limite do seu crescimento o firmamento, assim nós também devemos crescer mais um pouquinho, já que o limite de nosso crescimento é o infinito de Deus, “Sejam perfeitos como vosso Pai celestial é  perfeito”. Enquanto não chegamos lá, não temos motivo para parar em nosso crescimento. Assim como um atleta procura sempre superar seus limites e atingir novas conquistas, nós também não podemos nos acomodar na mediocridade.

Você pode aprender a ser mais manso, mais carinhoso, mais aberto ao outro, com mais paciência e mais diálogo. Você pode ter mais fé em Deus e na vida, mais coragem para lutar e vencer os obstáculos. A vida é uma conquista de cada dia, de cada hora, porque a vida tem que vencer, tem que triunfar, tem que superar a morte a cada instante até desabrochar na vida total e plena em Deus. Não deixa a vida levar você, é você que deve assumi-la e dar-lhe a sua plena dimensão, a totalidade de suas potencialidades. Você não sabe o que o novo ano vai lhe trazer, mas é você que vai decidir o que vai fazer daquilo que a vida e o ano novo lhe oferecerá; ou você deixa a vida vencer você e até derrotar você, ou você fará de tudo uma escada para crescer e subir. Boa Sorte.